Siga-nos nas redes sociais

Diário de Leitura #29: A Vendedora de Livros – Cynthia Swanson

 Título: A Vendedora de Livros 
 Autora: Cynthia Swanson
 Editora: TAG Inéditos / Suma
 Gênero: Ficção
 Páginas: 380
 Nota: 4/5                                                                                                

Olá leitores, tudo bem com vocês? A resenha de hoje é sobre um livro que me deixou muito curiosa e me capturou de tal forma que o devorei em pouco tempo. Simples assim. Estão prontos? Vamos à resenha!


A Vendedora de Livros é mais um livro da TAG Inéditos, enviado em junho de 2018. 


Nos anos 1960, Kitty Miller é uma “solteirona” sócia de sua melhor amiga. Juntas, elas tocam a Sisters, uma pequena livraria que já viveu dias melhores, mas agora sofre com a falta de circulação de pessoas pela região devido a alteração de uma linha de ônibus. A vida pacata e comum de Kitty é remexida quando ela começar a ter sonhos estranhos e que parecem ser muito reais. Neles ela consegue sentir as coisas (cheiros, toques, sensações) e seu universo particular é completamente diferente. Como Katheryn Andersson a protagonista vive uma vida de casada, é mãe de três filhos e tem um estilo bem diferente.


O mundo dos sonhos se torna muito atrativo
e Kitty anseia por retornar para lá todas as noites. Porém, quando percebe que nessa vida imaginária as coisas não são tão perfeitas como parecem, Kitty começa a se questionar sobre suas escolhas. Confusa, ela passa a ter dúvidas sobre qual realidade é a verdadeira e busca respostas.


Se eu adicionar muitos detalhes ao resumo é possível que dê algum spoiler, por isso vou parar por aqui. A narrativa de Cynthia Swanson faz com que nós leitores também tenhamos nossas percepções alteradas e incapazes de distinguir o que é real e o que não é. Cada vez que acorda em seu pequeno apartamento Kitty Miller se questiona sobre as escolhas que fez na vida, se poderia ter feito algo diferente e o que teria acontecido se tivesse seguido outros caminhos. 

Leia também: The Underground Railroad – Colson Whitehead


Ao mesmo tempo, enquanto vive na pele de Katheryn Andersson, ela se vê diante de situações que despertam grandes questionamentos nela, entre elas a presença de uma empregada latina, um filho autista e, até certo ponto, o papel da mulher na sociedade daquela época. 


O tema central do livro é claramente sobre o poder do nosso subconsciente de criar mecanismos de escape em determinadas situações. Quando o motivo dos sonhos de Kitty são revelados, ficamos com um gosto amargo na boca. 


A trama é boa, o livro é bem escrito, mas alguns detalhes me incomodaram um pouco. O primeiro deles é que todos os assuntos são abordados muito superficialmente, como a questão do autismo. Entendo que a personagem não estava em sua total clareza mental, mas achei as descrições muito estereotipadas. Um outro detalhe, e isso talvez tenha a ver com a tradução, é que crianças de 6 anos falam como adultos. 


Um ponto bacana na história é que a autora menciona livros e músicas que estavam em alta naquele período. Gosto desse “direcionamento” e inclusive falei recentemente sobre como essa espécie de intertextualidade pode ser uma boa opção para encontrar novas leituras  ao dar 11 dicas para quem que ler mais e melhor.


Para mim, o final foi meio abrupto. Mas ainda assim uma leitura que prende e nos deixa curiosos para desvendar como aquela dupla realidade funciona e qual é a verdadeira

Que tal assinar nossa Newsletter e ficar sempre por dentro do que rola de novo por aqui? Basta digitar seu e-mail no campo abaixo e seguir as instruções!

Meu nome é Gabriela, tenho 24 e sou jornalista. Trabalhei durante quatro anos grandes revistas das áreas de arquitetura e decoração e hoje sou freelance. Livros são a minha paixão e adoro falar sobre eles e tudo o que os envolve.

1 Comentário

    11 sites para baixar livros de graça | O Décimo Terceiro Andar

    28th jun 2019 - 10:52

    […] Diário de Leitura #29: A Vendedora de Livros – Cynthia Swanson […]

Responder

Your email address will not be published. Required fields are marked *

SOBRE

Meu nome é Gabriela, tenho 24 e sou jornalista. Trabalhei durante quatro anos grandes revistas das áreas de arquitetura e decoração e hoje sou freelance. Livros são a minha paixão e adoro falar sobre eles e tudo o que os envolve. Boas leituras!

Curta a Fanpage no Facebook

Assine nossa newsletter!

* indicates required

lendo

Categorias

Arquivo

SIGA-NOS NO TWITTER

SIGA-NOS NO PINTEREST

ads

×