Diário de Leitura #26: A Bússola de Ouro – Phillip Pullman

 

Título: A Bússola de Ouro

Gênero: Fantasia
Páginas: 365
Nota: 5/5 
 
Lyra Belacqua é uma jovem de 11 anos que vive na prestigiada Universidade Jordan, em Oxford, onde foi deixada pelo tio, Lorde Asriel, desde muito pequena. Sob a proteção do Reitor, a menina vive uma vida razoavelmente normal para uma criança: frequenta algumas aulas, corre pelas ruas com outras crianças e explora as dependências da universidade com seu daemon, Pantalaimon – daemons são a manifestação das almas das pessoas e tomam a forma de animais com os quais os seres humanos têm uma ligação fortíssima-, e com seu melhor amigo Roger. Além de receber visitas regulares do tio, que é um homem brilhante e tem um papel gigantesco na trama.

No entanto, sua vida tranquila toma novos rumos depois que crianças começam a desaparecer misteriosamente, entre elas Roger. Rumores dizem que são os Papões que estão sequestrando os pequenos, que nunca mais são vistos e cujos destinos ninguém imagina. Lyra, que é uma garota muito inteligente e determinada, decide que vai procurar pelo amigo. Só que, antes que ela possa fazer qualquer coisa, surge em sua vida a Sra. Coulter. Mulher bela, inteligentíssima e muito respeitada no meio acadêmico, seu encanto é irresistível para a menina de espirito aventureiro e ela não pensa duas vezes antes de aceitar o convite da recém-chegada para juntar-se a ela em uma aventura pelo Pólo Norte e estudar uma substância chamada Pó, da qual Lyra tomou conhecimento por acaso quando presenciou uma das reuniões de Lorde Asriel com outros catedráticos. Intrigada, ela sonha em descobrir mais sobre esse elemento.
 
Antes de partir, Lyra recebe do Reitor uma espécie de bússola feita de ouro. Trata-se de um aletiômetro, objeto que revela a verdade para qualquer pergunta através de símbolos que só podem ser interpretados pela pessoa certa. Uma vez longe da Jordan, a menina descobre que ninguém é o que aparenta ser e que o papel que tem a desempenhar é muito maior do que ela poderia imaginar.
 
Um universo repleto de simbolismo e magia. Em suas andanças, Lyra conhece os gípcios, povo que decide resgatar suas crianças; Iorek Byrnison, um urso de amadura renegado por seu clã por ter matado outro urso; Lee Scoresby, um aérostata, Serafina Pekkala, uma bruxa-rainha, e outros tantos personagens que têm diferentes intenções em relação à menina (muitos sentem o desejo de ajudá-la, enquanto outros a querem ver fora de cena).
 
A escrita de Philip Pullman é tão rica e criativa que a história parece saltar das páginas e ganhar vida em frente aos nossos olhos. Experimentei os sentimentos de Lyra e dos outros personagens como se fossem meus próprios. Medo, tristeza, alegria, terror, alívio. A cada virar de página um novo desafio a ser transposto e novas descobertas instigantes sobre o Pó e seus efeitos sobre os seres humanos. 
 
O livro traz alegorias claras sobre Deus, o poder da Igreja e a existência de forças superiores que controlam o universo. Isso inclusive rendeu muitas criticas negativas ao autor, que foi até mesmo chamado de herege.
 
Para mim, um dos melhores livros de fantasia que já li na vida. Pullman criou um universo sem igual, com características parecidas com o nosso próprio, mas com diferenças muito evidentes e outras tão sutis. A personagem principal é uma criança que, apesar de um tanto quanto rebelde e irônica, é apenas isso, uma criança. E, como tal, tem que amadurecer na marra ao longo de sua trajetória. É dolorido ver como ela aprende com os golpes que recebe. 
 
Uma leitura sem igual. Recomendo fortemente!

Leia também:

DIÁRIO DE LEITURA #26: A FACA SUTIL – PHILLIP PULLMAN
DICAS PARA QUEM QUER COMEÇAR A LER  [no-sidebar]

-14.235004-51.92528

Meu nome é Gabriela, tenho 24 e sou jornalista. Trabalhei durante quatro anos grandes revistas das áreas de arquitetura e decoração e hoje sou freelance. Livros são a minha paixão e adoro falar sobre eles e tudo o que os envolve.

1 Comentário

    Diário de Leitura #27: A Faca Sutil – Phillip Pullman – O Décimo Terceiro Andar

    26th jun 2019 - 09:16

    […] dos acontecimentos retratados em A Bússola de Ouro, o segundo volume da trilogia Fronteiras do Universo começa nos introduzindo o personagem Will […]

Responder

Your email address will not be published. Required fields are marked *

SOBRE

Meu nome é Gabriela, tenho 24 e sou jornalista. Trabalhei durante quatro anos grandes revistas das áreas de arquitetura e decoração e hoje sou freelance. Livros são a minha paixão e adoro falar sobre eles e tudo o que os envolve. Boas leituras!

Curta a Fanpage no Facebook

Assine nossa newsletter!

* indicates required

lendo

Categorias

Arquivo

SIGA-NOS NO TWITTER

SIGA-NOS NO PINTEREST

ads

Siga-nos nas redes sociais

×