Siga-nos nas redes sociais

11 sites para baixar livros de graça (e legalmente!)

Recentemente li uma publicação no Facebook da editora Pedrazul que falava sobre uma prática de mercado que, segundo eles, só existe aqui no Brasil: a venda de livros por consignação


Se você não sabe o que é consignação, explico: a editora fornece os livros para determinadas livrarias e elas, por sua vez, têm o papel de vendê-los. Só então, depois da venda (e SE ela acontecer), é feito o repasse de uma porcentagem do valor para a editora. O problema é que não há nenhuma garantia de que o dinheiro será recebido. Só que as editoras que por acaso se recusarem a trabalhar dessa maneira estão fora do jogo. 


Infelizmente, muitas vezes o pagamento não é feito e nem os livros são devolvidos por inúmeras razões (falências, empresários mal-intencionados, pirataria), situações que pode ser um dos muitos fatores do declínio de grandes e pequenas editoras no país. 


Eu já vinha fazendo uma reflexão sobre o mercado editorial por ter passado recentemente por uma experiência nada agradável em que presenciei a queda vertiginosa de uma das maiores empresas de comunicação do Brasil. Minha mais recente retomada ao universo da produção de conteúdo sobre literatura também impulsionou essas indagações e me trouxe novas preocupações com a forma como os livros são tratados por aqui. 


Sei que tudo está muito caro e, em geral, comprar um livro não é uma prioridade nas casas de milhões de cidadãos tupiniquins. Porém, chegamos num ponto em que precisamos aprender a valorizar o trabalho de escritores e editoras e enxergá-los como realmente são: profissionais que investem tempo e anos de estudos para realizar um trabalho intelectual que PASMEM é exatamente isso, um trabalho. E, como tal, deve ser reconhecido e pago. Afinal, assim como um relacionamento não sobrevive só de amor, um escritor não paga as contas por meio de um ideal ou pela paixão por escrever. 


Pensando nisso, resolvi reunir uma lista de sites que disponibilizam livros de graça e de forma legal. Assim, quem não tiver condições de comprar um livro agora pode encontrar diversas opções de boas leituras sem ter que recorrer a PDF’s ilegais divulgados pela Internet. Talvez possamos começar a criar uma consciência de que a pirataria é prejudicial para todo mundo, mas especialmente para o profissional que se dedicou e depositou suas fichas em uma obra que não lhe dá retorno nenhum. 


Como solucionar a questão das editoras x livrarias eu não sei. Talvez comprando obras diretamente das editoras seja uma saída. Mas convido à reflexão: como você se sentiria se seu trabalho fosse reproduzido sem o seu consentimento e, dessa forma, você tivesse muitos prejuízos?  Estamos longe de ser uma sociedade que valoriza a cultura e isso precisa mudar.


Mas chega de delongas e vamos aos links! A lista contém sites com obras em português, inglês e outras línguas. Muitas delas são leituras obrigatórias de vestibular, então, para quem está nessa fase, vale a pena dar uma pesquisada. 


Open Library: Com o intuito de preservar diferentes tipos de conteúdo, o portal faz parte da iniciativa Internet Archive, que conta com um acervo de filmes, livros, músicas e conteúdos históricos de domínio público. A Open Library também faz um serviço de catalogação de obras que ainda não estão disponíveis em domínio público. 


Portal Domínio Público: Lançado em 2004 pelo Governo Federal, o site disponibiliza uma verdadeira biblioteca virtual com o intuito de servir de “referência para professores, alunos, pesquisadores e para a população em geral”, além de “promover o amplo acesso às obras literárias, artísticas e científicas” que, como o nome já diz, estão em domínio público. Entre a opções do acervo, destaque para a obra completa de Machado de Assis; poesias de Fernando Pessoa e A Divina Comédia, traduzida para o português.

Project Gutenberg: o projeto que também integra a Internet Archive oferece mais de 59 mil e-books nos formatos epub e Kindle para download ou leitura online, A digitalização e revisão dos livros é feita por milhares de voluntários do mundo todo. Os títulos estão disponíveis em diversas línguas, inclusive em português.

eBooks Brasil: apesar do layout arcaico, a navegabilidade do site é simples e intuitiva. Você escolhe a categoria que deseja no topo da página e é direcionado ao acervo. O portal deixa muito claro que não é vinculado a nenhuma instituição governamental e nem tem fins lucrativos, bem como específica que as obras disponíveis para download são de propriedade dos autores ou são de domínio público.

Obras Raras da USP: o acervo reúne obras consideradas raras, edições únicas, inéditas, partes de edições especiais, encadernações de luxo, ilustrações especiais ou com autógrafo de personalidades célebres e documentação histórica da própria Universidade. Apesar de ainda pequeno em volume, o site oferece a oportunidade de conhecer edições inestimáveis e com grande valor histórico. 


Wikisource: o portal reúne obras que já estão em domínio público ou podem ser usadas por meio da licença Creative Commons. Os textos estão divididos em categorias como país, períodos e gêneros literários. 


Amazon: o site da Amazon tem uma seção cheia de livros gratuitos. O conteúdo vai desde obras clássicas da literatura nacional, como Dom Casmurro, Iracema e Macunaíma, até livros contemporâneos e de novos autores nacionais e internacionais. Para ter acesso basta se cadastrar no site. 


Feedbooks: a francesa Feedbooks reúne obras de domínio público e outras disponibilizadas por autores, gratuitas ou pagas. São livros clássicos e contemporâneos à disposição. Não encontrei livros em português, mas há versões em espanhol, alemão, inglês e, é claro, francês. 


Biblioteca Brasiliana: braço da USP, o portal conta com parte do acervo digitalizado da biblioteca formada por José Mindlin. Localizado no coração da Cidade Universitária, em São Paulo, o prédio abriga 32,2 mil títulos, porém o site tem apenas parte deles. Organizado por assunto, o espaço integra os seguintes temas: assuntos brasileiros, literatura em geral, livros de arte e livros como objeto de arte. 


Cultura Acadêmica: selo da Fundação Editora UNESP, o portal foi criado com o intuito de ampliar as oportunidades de publicação em parcerias com Faculdades e Institutos da UNESP, com obras em formato digital e com a download gratuito.


Universia: é uma rede de cooperação universitária Ibero-Americana. Além de livros gratuitos, o portal reúne projetos acadêmicos e serviços universitários.

Estou longe de ser a rainha da legalidade. Inclusive já consumi muitos PDFs na minha vida de leitora, mas depois que meus conhecimentos sobre questões editoriais se ampliaram passei a me incomodar com esse tipo de prática.

Leia também:
11 dicas para ler mais e melhor
A Vendedora de Livros – Cynthia Swanson
TREZE – FML Pepper

Meu nome é Gabriela, tenho 24 e sou jornalista. Trabalhei durante quatro anos grandes revistas das áreas de arquitetura e decoração e hoje sou freelance. Livros são a minha paixão e adoro falar sobre eles e tudo o que os envolve.

1 Comentário

    11 dicas para ler mais e melhor | O Décimo Terceiro Andar

    3rd jul 2019 - 07:23

    […] 11 sites para baixar livros de graça (e legalmente!) […]

Responder

Your email address will not be published. Required fields are marked *

SOBRE

Meu nome é Gabriela, tenho 24 e sou jornalista. Trabalhei durante quatro anos grandes revistas das áreas de arquitetura e decoração e hoje sou freelance. Livros são a minha paixão e adoro falar sobre eles e tudo o que os envolve. Boas leituras!

Curta a Fanpage no Facebook

Assine nossa newsletter!

* indicates required

lendo

Categorias

Arquivo

SIGA-NOS NO TWITTER

SIGA-NOS NO PINTEREST

ads

×